Aplica-se à: Hydros V4

Assunto

O resultado de dimensionamento da bomba esta resultando em um valor de potência elevada, o que poderia ser feito para que tal valor diminuisse?

Artigo

A escolha da bomba de incêndio, é determinada a partir do cadastro de bombas hidráulicas. Neste cadastro encontram-se dados tais como vazão, altura, Npsh, potência e rendimento.

Por meio dos dados cadastrados é efetuado uma verificação entre a curva do sistema e a curva da bomba. O ponto de intersecção entre as curvas define os valores apresentados no projeto.

Porém, em alguns casos a potencia da bomba apresentada resulta em um valor relativamente alto. Tais situações podem ocorrer devido a um equivodo durante o lançamento da rede, ou até mesmo devido a algum procedimento para dimensionamento da bomba não efetuado corretamente.

Segue abaixo a descrição de algumas situações que podem estar interferindo na correta definição da potência da bomba.

Projeto Hidrante

1. Definindo a quantidade de hidrantes mais desfavoráveis

Inicialmente, deve-se definir no projeto a quantidade de hidrantes em uso simultâneo. Portanto, deve-se verificar se tal quantidade corresponde ao valor referente ao projeto em questão acessando o comando "Configurações - Dimensionamento - Aba Incêndio" opção "Número limite de hidrantes em uso simultâneo".

Além disso, tal valor deve ser apresentado também na memória de cálculo. Portanto, ao acessar a memória de cálculo e após acessar o comando "Opções - Definir hidrantes mais desfavoráveis",a quantidade de hidrantes apresentada deverá ser igual ao número de hidrantes definido nas configurações de dimensionamento.

Potencia_Bomba (a)

Memória de cálculo - hidrantes mais desfavoráveis

2. Verificações gerais

Outro fator que influencia diretamente no resultado de dimensionamento da bomba são os problemas de fluxo e diâmetros mínimos. Os problemas de fluxo podem influenciar na correta definição dos hidrantes mais defavoraveis do projeto.

Já os problemas de diâmetros mínimos influenciam diretamente no valor de altura mínima que deverá ser atingido pela bomba, pois quando os diâmetros encontram-se com um valor inferior ao mínimo calculado pelo programa o critério de velocidade mínima não é respeitado, e a perda de carga no sistema aumenta, elevando também a altura mínima.

Portanto, sugere-se que tais verificações, "Elementos - Verificar - Fluxo/Diâmetros" sejam efetuadas em cada pavimento do projeto, antes de efetuar o dimensionamento da bomba.

Caso algum problemas de fluxo seja encontrado, sugere-se que sejam verificados se os sentidos de fluxo das tubulações estão corretos. porém, caso tais problemas de fluxo esteja ocorrendo nas colunas, sugere-se a leitura do artigo "Problemas de fluxo nas colunas hidráulica e sanitária".

3. Verificação de peças pendentes

As peças inseridas no projeto influenciam diretamente no cálculo de perda de carga da rede. Portanto, caso alguma peça for inserida de maneira incorreta no projeto, esta poderá fazer com que a perda de carga no projeto seja aumentada.

Desta forma, após modificar o traçado da rede, ou alterar o diâmetro da tubulação, defina novamente as peças pendentes do projeto através do comando "Elementos - Definir Peças - Pendentes".

4. Selecionando o modelo da bomba

Após dimensionar a bomba na memória de cálculo, o programa apresentará inicialmente na caixa de diálogo a bomba inserida no projeto. Porém, tal bomba pode não estar atendendo aos valores mínimos do sistema.

O programa Hydros possui um comando, representado pelo botão "Escolher modelo" que busca dentro do grupo selecionado uma bomba que possa satisfazer o sistema. Portanto, o avlor da potência selecionada pode variar de acordo com o grupo selecionado.

Desta forma, em casos em que a potência da bomba resulta em um valor mais elevado, sugere-se que o grupo da peça seja alterado, e desta forma pressionar novamente o botão "Escolher modelo" para verificar se é localizada uma bomba com uma potência menor e que satisfaça o sistema.

Recomenda-se ainda a leitura dos artigos "Procedimento para dimensionamento de uma rede de hidrantes com e sem bombeamento" e "Verificação em uma rede horizontal contendo vários hidrantes". Estes apresentarão os procedimentos para dimensionamento da bomba e demais considerações a respeito da rede de hidrantes.: artigo sobre dimensionamento da bomba e sobre rede de hidrantes ramificada.

Projeto Sprinkler

Para o projeto de Sprinkler as considerações são semelhantes ao projeto de hidrantes, conforme descritos nos itens 2, 3 e 4 acima. Porém, o projeto de sprinkler possui considerações especificas conforme descrito abaixo.

1. Definição da área de operação

Em geral, o programa Hydros ao adicionar os sprinklers em área, define uma região para delimitar a área de operação automaticamente. O valor de área criado, deve estar definido nas configurações de dimensionamento, conforme apresentado pelo artigo "Alterando a configuração de acordo com área de operação".

Portanto, em casos em que foram criadas diversas áreas de operação, deve-se definir a área nas configurações de dimensionamento da área para o qual se deseja efetuar o dimensionamento da bomba, em geral, representada pela região mais desfavorável do projeto.

 

tag(s): Dimensionamento