Aplica-se às versões: EBv5, EBv5Gold, EBv6, EBv6Gold, EBv7, EBv7Gold, PMv7, PMv7G, PMv8, PMv8G

Assunto

Por que ao processar a estrutura, o processo de construção do modelo estrutural é interrompido e ao acessar o botão mensagem é identificada a mensagem: "Seção Inconsistente dos Pilares" ?

Artigo

Ao processar uma estrutura no Eberick clicando no ícone processar_estrutura, o programa executa a análise estrutural através do método matricial da rigidez direta. Os resultados da análise, basicamente, são os deslocamentos nodais, os esforços internos e as reações nos vínculos de apoio.

A primeira etapa da Análise estática linear é a Construção do modelo estrutural.

Se_Inconsistente_Pilares(a)_Eb

Figura 1 - Diálogo Análise Estática Linear

A etapa de Construção do modelo estrutural tem por objetivo efetuar uma série de verificações sobre o lançamento da estrutura. Segue abaixo alguns exemplos que freqüentemente ocorrem:

  • Ausência de fundações no pavimento inferior;

  • Pilares sem continuidade;

  • Nó (ou pilar) situado no interior de uma laje;

  • Carga de parede lançada em espaço vazio.

Além dos problemas de processamento citados acima, existem outros, como é o caso da verificação das seções transversais dos elementos estruturais. Neste artigo, serão abordados os problemas com as dimensões dos pilares que frequentemente ocorrem no Eberick ao processar a estrutura.

A NBR 6118:2007 estabelece novos critérios para as dimensões dos pilares, definidos no item 13.2.3, não permitindo seção transversal de área inferior a 360 cm². Este mesmo item diz também que a dimensão mínima de um pilar deve ser de 19 cm, permitindo em casos especiais a adoção de seções menores, desde que sejam majorados os coeficientes de segurança progressivamente até um limite de 12 cm. Maiores informações podem ser acessadas no artigo "Prescrições de cálculo e detalhamento de pilares - NBR-6118:2003".

O programa Eberick realiza a majoração dos coeficientes de segurança para pilares com dimensão inferior a 19cm, conforme tabela 13.1 da NBR6118:2007.

O valor a ser adotado para a área mínima da seção transversal dos pilares pode ser configurado no Eberick, acessando o menu Configurações-Dimensionamento-Pilares, item "Seção transversal mínima". O programa aceitará qualquer número real superior a zero, sendo de responsabilidade do engenheiro projetista utilizar ou não valores inferiores ao mínimo preconizado pela NBR 6118:2007 (Área = 360 cm²).

Caso esteja configurado um valor menor que 360cm² no item “Seção transversal mínima”, o processamento da estrutura não será interrompido se todos os pilares possuírem seção transversal no mínimo igual ou superior ao valor configurado. No entanto, qualquer pilar dimensionado com área inferior a 360 cm² será emitido o Aviso 25 - Seção transversal inferior ao valor mínimo preconizado, quando o mesmo for detalhado.

A dimensão mínima que o Eberick permite utilizar para pilares é 12 cm. Vale frisar que, caso esteja configurado 360 cm² no item "Seção transversal mínima",  sendo este o valor default utilizado pelo programa, é necessário arbitrar, no mínimo, a segunda dimensão igual a 30 cm (12 x 30 = 360 cm²).

Sempre que existir um pilar cuja área da seção transversal esteja inferior ao limite configurado, o processamento da estrutura será interrompido na etapa de construção do modelo estrutural. Acessando a guia "Mensagens" no diálogo "Análise Estática Linear" ou diretamente através do ícone mensagem, o programa informa quais pilares estão com seções inconsistentes  e os respectivos pavimentos nos quais eles ocorrem:

Se_Inconsistente_Pilares(b)_Eb.

Figura 2 - Seções transversais dos pilares inferiores ao mínimo configurado

Nestes casos, têm-se duas alternativas:

1) Aumentar as dimensões "b" e/ou "h" dos pilares listados na guia "Mensagens", para que a área da seção transversal seja superior ao mínimo configurado em "Seção transversal mínima";

2) Configurar no Eberick um valor para a área mínima da seção transversal dos pilares (Configurações-Dimensionamento-Pilares, item "Seção transversal mínima"), garantindo que a relação "Área = b x h" de nenhum pilar seja inferior ao limite estabelecido pelo usuário.

Conforme já dito, o Eberick aceitará qualquer número real superior a zero, sendo de responsabilidade do engenheiro projetista utilizar ou não valores inferiores ao mínimo preconizado pela NBR 6118:2007.

tag(s): Configuração, Lançamento, Pilar