Aplica-se às versões: EBv5Gold, EBv6Gold, EBv7Gold

Assunto

Quais situações são indicadas para utilizar o comando “Representar como nó”?

Artigo

Para alguns casos de lançamento, o comando "Representar como nó" (“Elementos – Pilares – Representar como Nó”) foi desenvolvido para solucionar situações onde ocorre a sobreposição de pilares nas seções transversais desses elementos.

A situação que será apresentada aqui neste artigo, tem por objetivo apresentar um exemplo didático de projeto. A imagem abaixo caracteriza dois casos onde o comando é necessário:

- Nó contido na seção de outro pilar (P3), e;

- Nó não está contido na seção, porém sua própria seção se sobrepõe a outro pilar (P5).

 Representar_como_no_1_EB

Nó contido na seção de outro pilar:

Ao selecionar um pilar, nesse caso o “P3”, para o comando “Pilares - Representar como nó”, como o nó (centro da seção) deste elemento está contido dentro da seção transversal do pilar “P4”, o programa irá definir automaticamente esse mesmo pilar como apoio para o pilar “P3”, e então emite a seguinte mensagem:

 "Deseja usar o pilar Pxx como pilar de apoio?"

Representar_como_no_2_EB.gif

Ao responder “Sim”, o Eberick inclui uma barra rígida conectando esses dois elementos, e que por ser um elemento infinitamente rígido, tem como função transmitir integralmente todo o esforço ao pilar de apoio.

 Representar_como_no_3_EB

 Nó não está contido na seção, porém sua própria seção se sobrepõe a outro pilar:

Quando o pilar a ser representado como nó não estiver contido na seção do pilar de apoio, o programa não emitirá a mensagem "Deseja usar o pilar Pxx como pilar de apoio?".

Nesse caso, não haverá a presença de barra rígida, pois o pilar estará apoiado sobre a viga.

O programa não irá inserir a barra rígida como no caso anterior, pois o pilar terá apoio sobre a viga “V2”, e não mais sobre o pilar “P4”.

 Representar_como_no_4_EB

Note que um trecho de viga foi criado entre o nó do pilar “P5” e o pilar “P4”, validando o modelo desejado.

É importante colocar que na primeira hipótese de concepção, pode ser adotado uma segunda solução de projeto através do recurso disponível a partir da versão 7 do programa, pilar parcialmente apoiado em viga. Dessa forma, o pilar aqui apresentado como pilar "P3", continuaria sendo chamado de "P4", sendo que parte de sua seção estaria apoiada na viga e parte no pilar. Para compreender melhor o assunto acesse "Pilar parcialmente apoiado em viga".

Verificando o Modelo de Projeto

Para verificar o modelo estrutural de análise, acesse o pórtico unifilar da estrutura (Representar_como_no_6_EB):

Representar_como_no_5_EB 

É possível notar que entre o “P3” e o “P4” a barra rígida foi criada de forma a conectar esses elementos. O trecho da viga “V2” também foi criado de forma a dar continuidade a viga, e proporcionando um correto apoio ao “P5”.

Considerações

O comando "Representar como nó" somente se aplica aos casos supracitados.

No entanto, havendo apenas redução de seção entre pilares sendo que se a seção do pilar superior estiver totalmente contida na seção do pilar inferior, não há necessidade de utilizar o comando "Representar como nó".

Deve-se proceder normalmente, fixando a seção dos elementos no mesmo vértice fixo e alterando a seção do pilar no pavimento superior. Com isso, o modelo irá considerar automaticamente a excentricidade gerada pela mudança de seção através da inclusão de uma barra rígida no modelo de pórtico unifilar.

Para maiores informações sobre a redução de seção acesse o artigo:

Pilares com redução brusca de seção.

tag(s): Lançamento, Pilar