Aplica-se á: EBv10

Assunto

O pé direito duplo, além de ser uma tendência nos projetos arquitetônicos atuais, é recurso utilizado para transmitir a sensação de amplitude e melhorar o conforto térmico do ambiente. Nesse artigo vamos visualizar como considerar o pé-direito duplo em um projeto estrutural no programa Eberick.

Artigo

O conceito de pavimento implementado no Eberick representa uma altura/cota do projeto, onde geralmente são lançadas as lajes dos pavimentos. O lançamento de um pé-direito duplo consiste basicamente em passar um pilar por um pavimento sem que exista uma laje cobrindo o pavimento inferior.

No exemplo abaixo, o projeto da residência apresenta uma sala de estar com pé-direito duplo, ou seja, não foi lançada uma laje no segundo pavimento sobre esse cômodo, como é possível visualizar na imagen abaixo:

 

 

 

Pavimentos do Projeto

 

Assim, o pilar “P13” passa diretamente pelo “Segundo Pavimento”, sem que nenhum elemento esteja ligado à ele, apresentando um lance contínuo entre o pavimento "Térreo" e o pavimento "Cobertura", como demonstrado nas vistas abaixo:

Visa superior em 3D dos pavimentos 

Vale enfatizar que o pilar deve ser lançado em todos os pavimentos, não havendo necessidade de alterar as elevações das seções

 

Removendo as esperas no pavimento

Ao realizar o detalhamento do pilar "P13", note que são inseridas esperas no nível do "Segundo pavimento", pois a interpretação inicial do programa é que em cada pavimento haverá uma pausa no processo de concretagem, realizando a inserção de esperas para dar continuidade aos pilares:

Detalhamento em prumada do pilar P13 com esperas

Na prática, esse pilar pode ser concretado de uma só vez, onde a armadura é contínua entre o pavimento térreo e a cobertura. Nesse caso, é necessário remover as esperas e detalhar a armadura do pilar continuamente. Para isso:

1) Acesse o croqui do pavimento onde serão removidas as esperas. No caso deste exemplo, foi acessado o “Segundo Pavimento”;
2) Execute um duplo-clique sobre a seção do pilar;
3) Marque a opção “Detalhamento contínuo no lance”.

Opção "Detalhamento contínuo no lance"

Com essa opção habilitada, a armadura não é interrompida no segundo pavimento, apresentando barras contínuas e uma única etapa de concretagem para o pilar “P13”, como é possível de visualizar na imagem abaixo:

Detalhamento com esperas (esquerda) e contínuo no lance (direita)

Considerações sobre o comprimento de flambagem

Uma verificação importante a ser realizada em um pilar nessa situação refere-se ao índice de esbeltez, que depende diretamente do comprimento de flambagem do pilar. Caso o índice de esbeltez resulte em valores superiores a 90 nas duas direções ou superior a 140 em qualquer uma das duas direções, o pilar não será dimensionado. 

Para mais informações sobre essa verificação, o projetista pode conferir os artigos “Travamento de Pilares” e “Esbeltez em pilares retangulares” disponível na nossa FAQ.

tag(s): -