Assunto

Qual a melhor forma de considerar os desníveis de um pavimento?

Artigo

O primeiro passo durante a criação de um novo projeto no Eberick é a definição do número de pavimentos da estrutura. Neste procedimento devem ser definidos, através da janela “Pavimentos”, o nome e altura de cada pavimento do projeto. Eventualmente há a necessidade de alterar os valores inseridos, devido uma revisão de projeto ou ainda para correção de algum valor. Neste caso, o usuário pode realizar este procedimento a qualquer momento, acessando novamente esta planilha através do botão pavimento, ou através do menu “Estrutura – Pavimentos”, conforme explicado no artigo "Inserindo novos pavimentos após a criação do projeto".

Em terrenos inclinados é comum a utilização de desníveis na estrutura. Quando estes desníveis forem pequenos, da ordem de 5 a 50cm, podem ser lançados diretamente como elevações, conforme explicado no artigo "Lançamento de níveis intermediários". Para valores maiores de desníveis, devem ser lançados níveis intermediários ou novos pavimentos.

Não é possível lançar níveis intermediários no pavimento inferior da edificação.

lancamento_estrutura_desnivel2

Figura 1 - Edificação com desníveis

 Níveis intermediários

O programa permite que o usuário crie um novo nível intermediário a partir de um pavimento principal. A criação de níveis intermediários no projeto viabiliza o lançamento de escadas e rampas sem inclusão de um pavimento adicional. Estes níveis intermediários podem ser adicionados na estrutura selecionando-se o pavimento ao qual o nível irá pertencer na janela de projetos projeto e acessando o comando Pavimento-Inserir nível intermediário. Deve-se então informar um valor para a altura do nível intermediário, em relação ao pavimento inferior.

lancamento_estrutura_desnivel1

Figura 2 - Níveis dos pavimentos

Os elementos estruturais (vigas, lajes, rampas, etc) lançados nos níveis intermediários são agrupados aos elementos no croqui principal para dimensionamento e detalhamento, como se fossem uma continuidade deste.

O conceito da criação de níveis intermediários aplica-se principalmente para o lançamento de escadas, que normalmente possuem lances e patamares intermediários. Quando as lajes são lançadas no nível intermediário, são analisadas em conjunto com o painel de lajes do pavimento principal e podem ter coordenadas nos planos X e Y iguais às de lajes deste pavimento. Visando evitar superposições de barras, o modelo de análise é automaticamente alterado de analogia de grelha para um modelo semelhante de analogia de grelha tridimensional, conforme descrito no artigo "Análise de escadas e rampas por analogia de pórtico espacial". Neste modelo, cada barra possui 12 graus de liberdade, ao invés dos 6 graus de liberdade usuais, e a matriz de rigidez passa de 36 para 144 elementos, podendo aumentar muito o tempo de processamento da estrutura. No caso da existência de escadas, como são analisadas em um modelo separado, o lançamento somente destas com seus patamares não interfere no tempo de processamento da estrutura.

Dessa forma, nas situações onde as escadas não forem consideradas no modelo, e nos níveis intermediários for necessária uma quantidade considerável de elementos estruturais (vigas e lajes), é mais indicado lançar este nível como pavimento principal, ao invés de um nível intermediário. 

Novos pavimentos

Do mesmo modo como foi realizado o lançamento de um nível intermediário, conforme mencionado anteriormente, pode ser lançado um novo pavimento para a consideração do desnível da estrutura. O dimensionamento das lajes é efetuado a cada pavimento e o processamento é mais rápido. Neste caso, as plantas de forma são criadas para cada pavimento.

Lançamento das fundações

Especialmente quando o desnível ocorrer nas fundações do projeto, recomendamos que o lançamento seja feito sempre em pavimentos principais. Embora seja possível realizar o lançamento de fundações em níveis intermediários, sugerimos que este procedimento seja evitado. Além da questão do tempo de processamento já comentada anteriormente, a utilização de pavimentos principais para lançamento de fundações torna o acesso as pranchas mais objetivo, evitando erros na interpretação da altura do pavimento, profundidade de assentamento ou altura do arranque destes elementos.

Transformando níveis intermediários em pavimentos

Após a criação da estrutura utilizando níveis intermediários, é possível transformá-los em pavimentos. Para isso, siga os seguintes procedimentos:

  • Abra a janela de projeto (botão projeto);

  • Expanda a raiz do pavimento e selecione o nível intermediário;

  • Acesse o comando Pavimento-Exportar croqui;

  • Será aberta uma janela de diálogo, onde será possível salvar um arquivo com as informações da entrada gráfica. Indique o nome do novo pavimento como o nome do arquivo e salve;

  • Exclua o nível intermediário. Clique com o botão direito do mouse sobre o nível intermediário e acesse o comando “Excluir”. Se a estrutura já tiver sido processada, será emitida uma mensagem de que será preciso processar novamente a estrutura;

  • Acesse a planilha de pavimentos (botão pavimento);

  • Selecione o pavimento onde havia o nível intermediário e clique em "Insere abaixo";

  • Indique um nome para o novo pavimento e uma altura igual à altura do nível intermediário excluído;

  • Subtraia da altura do pavimento superior o valor da altura do novo pavimento e pressione OK;

  • Selecione o novo pavimento na janela de projeto e acesse o menu Pavimentos-Importar croqui;

  • Selecione o croqui salvo anteriormente e pressione OK.

Com este procedimento, os elementos da entrada gráfica do nível intermediário são passados para o novo pavimento e a estrutura poderá ser processada novamente.

Deve-se ter cuidado com elementos inclinados, que não serão incluídos no arquivo de croqui e deverão ser lançados novamente após o lançamento da estrutura.

tag(s): Arquitetura, Lançamento