Aplica-se às versões: EBv5, EBv5Gold, EBv6, EBv6Gold, EBv7, EBv7Gold, PMv7, PMv7G, PMv8, PMv8G

Assunto

Como proceder quando a análise da estrutura é interrompida?

Artigo

Após processar a estrutura, tem-se acesso aos resultados da análise estática linear.

mensagens_processar_estrutura_Eb

Figura 1 - Mensagens exibidas após processar a estrutura (ou botão mensagem)

 

O resultado da análise apresentado está distribuído nas etapas abaixo:

  • Construção do modelo estrutural: informa quais pavimentos foram construídos com sucesso. Caso contrário, o programa informará o motivo pelo qual não pôde ter sido construído o modelo estrutural. Segue abaixo algumas situações comuns e que ocorrem durante a etapa de construção do modelo estrutural:

Seções de Pilares Inconsistentes

Segundo o item 13.2.3 da NBR 6118:2007, para todos os casos, não se permite calcular pilares com seção transversal de área inferior a 360 cm².

Neste caso, deve-se aumentar as dimensões dos pilares listados na guia "Mensagens", para que a área da seção transversal seja superior ao mínimo configurado em Configurações-Dimensionamento-Pilares, item "Seção transversal mínima".

No Eberick é possível configurar um valor para a área da "Seção transversal mínima " menor que 360cm², sendo de responsabilidade do engenheiro projetista utilizar ou não valores inferiores ao mínimo preconizado pela NBR 6118:2007.

Maiores informações em: "Seção Inconsistente dos Pilares".

 

 


Parede Posicionada Sobre um Espaço Vazio

O programa permite o lançamento de cargas lineares somente sobre eixos de vigas e dentro do contorno de lajes. Caso sejam lançadas fora dos limites destes elementos, o processamento da estrutura será interrompido e na janela de mensagens será informado a existência de parede posicionada sobre um espaço vazio, precedida do nome do Pavimento onde esta se encontra.

A solução para este problema é verificar o posicionamento das cargas de parede existentes nos pavimentos citados na mensagem, apagando as cargas que estiverem fora dos limites ou situando-as corretamente.

Maiores informações em: "Cargas de Parede no Vazio".

 


Nó no Interior das Lajes

A laje é definida no interior de um contorno fechado, formado pelas vigas e barras, que são conectadas entre si e/ou com os pilares. Este erro ocorre quando não é possível definir um contorno para a laje, geralmente nas seguintes situações:

  • Caso uma viga seja lançada de modo que tenha uma extremidade livre dentro do contorno de uma laje;

  • Uma viga ligada a um pilar, posicionado dentro do contorno de uma laje.

Erro_na_analise_estrutura(a)_Eb.

Pilar posicionado dentro do contorno de uma laje

Algumas dicas  podem ser  encontradas no "Contorno de laje não definido".

 


Pilar Sem Continuidade

Ao lançar um pilar em um pavimento, está sendo informado apenas um ponto na estrutura que não possui continuidade. É necessário inserir o pilar em, no mínimo, dois pavimentos para este ser "montado". O programa unirá os dois pontos que tiverem o mesmo nome, entre os dois pavimentos nos quais estes pontos se encontram e, assim sucessivamente, se este pilar continuar para outros pavimentos.

Deve-se verificar se o pilar foi criado no nível do pavimento ou, caso houver, também no nível intermediário.

Maiores informações em: "Continuidade em pilares".

 


Pavimento não Contêm as Fundações

As fundações são elementos de base da estrutura. Elas definem os pontos de apoio no modelo de pórtico espacial. Neste caso, as fundações não foram informadas, sendo necessário inseri-las.

Maiores informações em: "Pavimento sem fundações".

 


A Fundação PXX já Existe no Pavimento Inferior

 

Caso hajam níveis intermediários inseridos no pavimento mais inferior (geralmente baldrame) ou existam pilares de fundação em mais de um pavimento pertencentes a mesma prumada, ocorrerá erro na construção do modelo estrutural.

A melhor maneira de identificar estes pilares é acessando o menu "Elementos - Verificar pilares" (para o Eberick V5) e "Elementos-Verificar lançamento" (para as demais versões).

 


Cálculo dos painéis de lajes

Informa os resultados do cálculo das lajes. Abaixo seguem alguns  problemas  comuns que podem ocorrer no cálculo do painel das lajes:

 

  • Laje Pré-Moldada com Engastamento Inválido

Não é permitido que haja engastamento entre lajes pré-moldadas adjacentes em que a direção das vigotas sejam paralelas.

Engastamento_em_lajes_pre_moldadas(b)_Eb

Casos para se analisar a possibilidade de continuidade de lajes

Maiores informações em: "Continuidade em lajes pré-moldadas".

 

  • Laje Pré-Moldada Apoiada em Bordo Livre

 

Uma laje pré-moldada deve estar sempre apoiada em uma viga. Caso contrário, será gerado este problema.

Obs: É considerado bordo livre o contorno da laje que estiver definido com barra ou viga sem rigidez.

Maiores informações em: "Erro D27 - Laje pré-moldada apoiada em bordo livre".

"Erro no processamento da grelha";

 


 

Processamento do Pórtico Espacial

Informa os resultados da análise de acordo com o modelo de cálculo configurado: Pórtico espacial ou Pavimentos isolados. Abaixo seguem alguns problemas comuns que podem ocorrer no cálculo do pórtico:

  • Detectada Inconsistência no Pórtico Espacial:

Algumas situações que provocam a mensagem de inconsistência na matriz de rigidez são solucionadas com a observação de falhas no lançamento e concepção da estrutura.

A causa para a inconsistência na matriz de rigidez é a hipostaticidade da estrutura, ou seja, quando o número de incógnitas é menor que o de equações fornecidas pela estática. Isto significa que a estrutura não está restringida ao movimento de corpo rígido. Assim, pode-se verificar as seguintes situações:

  • Verificando problemas de vinculação:

Fundações: quando uma fundação está livre no pavimento, ou seja, não há vigas gerando o seu travamento, deve-se considerar o seu apoio como  engastado;

Vigas: Uma viga em balanço (uma extremidade apoiada e a outra livre) precisa estar engastada no apoio pois necessita ser dimensionada ao momento fletor negativo para manter sua estabilidade. Ao rotular uma viga em balanço, esta não está restringida ao giro, causando problema na  laje que se apóia;

Vigas: a rotulação das extremidades de vigas pode gerar hipostaticidade. Se duas vigas se encontrarem de topo ("uma de frente para a outra") sem um pilar como apoio, não se deve rotular as duas. Rotula-se apenas uma delas;

Pilares: ao realizar a análise por Pórtico Espacial, não há como rotular os pilares em todos os pavimentos. Deve-se fazer uma análise da estrutura como um todo e determinar o engastamento e vinculação dos pilares de forma adequada.

  • Verificando erros de conectividade: A utilização incorreta do ponto de captura durante o lançamento da estrutura pode fazer com que os nós dos elementos estruturais não fiquem ligados corretamente. Com o auxílio do comando Elementos-Detectar proximidades, pode-se identificar algumas situações nas quais a conectividade entre os elementos não está garantida. Deve-se corrigir os problemas de proximidades do projeto. Mais...

Maiores informações em: "Inconsistência na matriz de rigidez".

 


Erro de Precisão Numérica

Algumas situações que provocam o problema são solucionadas com a observação de falhas no lançamento e concepção da estrutura. Dois fatores principais podem ser verificados para a solução do problema: conectividade dos elementos (proximidades) e vinculações.

Pode-se verificar também as seguintes situações:

  • Lançamento das fundações: Verifique se todas fundações foram realmente informadas, proporcionando base para a estrutura ou parte desta. Usualmente ocorre de um dos pilares lançados não ter sido convertido para fundação. Pode-se utilizar o comando "Elementos-Pilares-Converter para Fundação";

  • Erros de precisão numérica: Veja também se ao inserir um arquivo dxf, este veio em coordenadas muito grandes, como (100.000,100.000). O programa faz o cálculo de distâncias, por exemplo, com base nas coordenadas dos nós. Pode-se utilizar o comando "Ferramentas-Posicionar origem" ou "Ferramentas-Posicionar Origem do Projeto" para solucionar.

Maiores informações em: "Erro de precisão numérica".


A Estrutura foi Considerada "Deslocável"

Para as situações em que os efeitos de 2ª ordem ultrapassarem os de 1ª ordem em 10%, será emitido o aviso "efeitos de 2ª ordem importantes", sendo a estrutura classificada como "Deslocável". No Eberick, essa verificação é feita pelo coeficiente Gama-Z, nas situações em que ele estiver acima dos limites estabelecidos pela norma para uma ou as duas direções principais X e Y.

Sem o módulo Master, aconselha-se o enrijecimento da estrutura através do aumento da seção dos pilares, criação de um núcleo central rígido, giro de alguns pilares para que sua maior dimensão fique na direção de menor inércia do edifício, uso de contraventamentos ou qualquer outra medida que minimize os deslocamentos da estrutura, fazendo com que o coeficiente Gama-Z fique inferior aos limites estabelecidos pela NBR 6118:2007.

No Eberick com o módulo Master, permite-se levar em consideração a aplicação dos efeitos de 2ª ordem em estruturas através do processo P-Delta, podendo-se habilitá-lo ou desabilitá-lo através do menu Configurações-Análise",  item "Utilizar o processo P-Delta".

Maiores informações em: "Estruturas deslocáveis" e "Estrutura deslocável mesmo calculando pelo processo P-Delta".

 


Processo P-Delta Não Convergiu. Gamma-Z Tendendo ao Infinito (Estrutura Instável)

O processo utilizado pelo Eberick com o módulo Master para a consideração dos efeitos de segunda ordem na estrutura (P-Delta), aplica cargas horizontais adicionais "H" em cada barra vertical (pilar) do pórtico, função do deslocamento horizontal relativo, da carga axial e do comprimento da barra, ou seja: H = N . a / L. Mais...

Trata-se de um processo iterativo, que em se tratando de estruturas instáveis, não irá convergir, devendo-se enrijecer o modelo de cálculo para minimizar os deslocamentos horizontais, aumentando a seção dos pilares, criação de sub-estruturas de contraventameno, entre outras medidas que minimizem os deslocamentos da estrutura.

Acessando o menu Configurações-Análise, tem-se a possibilidade de alterar o número máximo de iterações do processo P-Delta bem como a precisão mínima, em porcentagem.

 


 

tag(s): análise, Processamento