Aplica-se às versões: EBv5, EBv5Gold, EBv6, EBv6Gold, EBv7, EBv7Gold, PMv7, PMv7G, PMv8, PMv8G

Assunto

Como proceder quando o processo de cálculo do pórtico é interrompido e, ao acessar o botão mensagem, identifica-se que o processamento foi interrompido por "Inconsistência na matriz de rigidez"?

Artigo

Algumas situações que provocam a mensagem de "Inconsistência na matriz de rigidez" são facilmente solucionadas com a observação de falhas no lançamento e concepção da estrutura.

A causa para a inconsistência na matriz de rigidez é a hipostaticidade da estrutura.

Considera-se uma estrutura hipostática, quando o número de incógnitas é menor que o de equações fornecidas pela estática. Isto significa que a estrutura não está restringida a movimento de corpo rígido.

Com relação ao lançamento da estrutura no programa Eberick, pode-se identificar que o uso de alguns comandos e elementos exigem uma aplicação criteriosa para evitar que uma estrutura torne-se hipostática, impedindo o seu dimensionamento, a listar:  

Verificando problemas de proximidade

Ao inserir uma viga, por exemplo, pode-se deixar de capturar algum apoio desta. Lembre-se que, para o lançamento correto de uma viga é necessário informar todas as suas conectividades. Através do comando "Detectar proximidades" é possível localizar esse tipo de falha no lançamento. Para executá-lo:

  • Acesse o comando Elementos-Detectar proximidades;

  • Selecione o botão "Mostrar" para visualizar a região onde se encontra o problema;

  • Todos os problemas de lançamento apontados devem ser corrigidos;

  • Repita o procedimento para os pavimentos e níveis intermediários existentes no projeto.

Alguns casos de proximidades são propositais, em virtude de algumas definições da própria estrutura. Quando o lançamento da estrutura exige que dois nós sejam lançados muito próximos, é bem provável que ao utilizar o comando Elementos-Detectar proximidades será acusado problema com esses nós. Nesse caso, deve-se desprezar tal aviso, pois não trata-se de um problema de lançamento. Todas as demais situações encontradas, que constituem problemas de lançamento, devem ser corrigidas. Maiores informações em Verificando a conectividade dos elementos.

Na figura abaixo existe um problema de lançamento, detectado pelo comando "Detectar proximidades":

Inconsistencia_matriz_de_rigidez(a)_Eb.

Figura 1 - Problema de proximidade referente a um problema no lançamento

 

Na figura abaixo, o comando "Detectar proximidades" detecta um problema, porém não refere-se a um problema no lançamento e por isso pode ser ignorado:

Inconsistencia_matriz_de_rigidez(b)_Eb.

Figura 2 - Problema de proximidade que pode ser ignorado

 

Após a correção das proximidades pode-se tentar reprocessar a estrutura para verificar se o problema já foi corrigido. Caso a estrutura processe normalmente, continue o trabalho, caso contrário, tente a possibilidade abaixo.

Verificando problemas de vinculação

Inicialmente, pode-se tentar engastar todos os elementos de fundações, vigas e pilares. Para isso,

  • Salve a estrutura com outro nome acessando o comando Projeto-Salvar como.

Dessa forma, serão feitas alterações de vinculações em um outro arquivo, mantendo o arquivo original como está no momento.

Para engastar as fundações:

  • Acesse o croqui das fundações;

  • Acesse o comando Elementos-Fundações-Engastar todas.

Caso existam fundações lançadas em vários pavimentos, repita o procedimento acima, para cada um dos croquis.

Para engastar as vigas:

  • Acesse cada croqui dos diferentes pavimentos;

  • Acesse o comando Elementos-Vigas-Engastar todas.

Para engastar os pilares:

  • Acesse cada croqui dos diferentes pavimentos;

  • Acesse o comando Elementos-Pilares-Engastar;

  • Aelecione todo o croqui com o mouse através de uma janela de seleção.

Após engastar todos os elementos, reprocesse a estrutura. Se esta for processada corretamente, significa que uma das vinculações definidas (e eliminadas para teste) está incorreta. Caso contrário, denota que existe outro problema de lançamento não previsto aqui.

Se o problema for na vinculação

Após processar a estrutura novamente com as modificações de vinculação realizadas e não haver mais problemas, volte ao arquivo original e observe as  situações descritas abaixo, corrigindo-as caso existam em seu projeto. Uma outra opção seria iniciar do arquivo no qual foram retiradas todas as rótulas, incluindo-as pouco a pouco e reprocessando a cada etapa, a fim de determinar qual vinculação está tornando a estrutura hipostática.

a) Fundações: quando uma fundação está livre no pavimento, ou seja, não há vigas gerando o seu travamento, deve-se considerar engastada. Para isso:

  • Através de um duplo clique sobre o nome da fundação acesse o diálogo de edição do elemento de fundação;

  • Selecione o item "Engastada" para o vínculo "Apoio" ;

  • Confirme o comando com OK.

b) Pilares: ao realizar a análise por Pórtico Espacial, não há como rotular os pilares em todos os pavimentos. Deve-se fazer uma análise da estrutura como um todo e determinar o engastamento e vinculação dos pilares. Os pilares estão, inicialmente, na condição de engastamento. Para determinar a vinculação desses elementos:

  • Acesse o comando Elementos-Pilares-Rotular para rotular;

  • Acesse o comando Elementos-Pilares-Engastar para engastar.

c) Vigas: a rotulação das extremidades de vigas pode gerar hipostaticidade. Se duas vigas se encontrarem de topo ("uma de frente para a outra") em um certo ponto, sem um pilar como apoio, não se deve rotular as duas. Rotula-se apenas uma delas. No caso de vigas com uma extremidade apoiada e a outra livre, não se deve rotular a viga em seu único apoio. Portanto, para vigas de um tramo, são válidas as vinculações: bi-apoiada ou engastada-livre, garantindo dessa forma a estabilidade. As vigas estão, inicialmente, na condição de engastadas. Para determinar a vinculação desses elementos:

  • Acesse o comando Elementos-Vigas-Rotular;

  • Acesse o comando Elementos-Vigas-Engastar.

rotulas_inconsistencia_Eb.

Figura 10 - Hipostaticidade Local: vigas se encontram no topo e estão rotuladas

tag(s): Lançamento, Processamento