Aplica-se a: EBv5, EBv5Gold, EBv6, EBv6Gold

Assunto

Como faço para resolver o erro de armadura Erro A16 - Impossível calcular seção à torção?

Artigo

São considerados pelo programa dois tipos distintos de erros de dimensionamento, aqueles referentes à armadura e os que se referem  ao dimensionamento dos elementos propriamente dito.

Inicialmente, na janela de dimensionamento, será apontado o erro de dimensionamento do elemento, que no caso de torção indicará como sendo o Erro D15.

Para obter maiores informações sobre o erro, é ideal pressionar o botão detalhar_viga.. Será aberta uma janela informando sobre o  erro, Erro D15-Erro na armadura positiva (vão ***), e o número do vão no qual ocorre.

Desta forma, deve-se acessar a tabela “Vão”, clicar no vão informado e verificar os erros das armaduras, pressionando o botão Resultados_da_Armadura_novo.. Com isto, será aberta uma janela contendo a listagem com os erros para cada bitola.

Dessa maneira pode-se observar que os erros de dimensionamento apontados para as bitolas configuradas resultam em seção insuficiente à torção (Erro A16 - Impossível calcular seção à torção).

Quando os esforços de torção não são necessários para o equilíbrio da estrutura (torção de compatibilidade), é possível desconsiderá-los, de acordo com diversas bibliografias e com as normas de concreto armado (maiores informações em Dimensionamento de vigas à torção conforme a NBR 6118:2007).

A Norma estabelece em seu item 17.5.4.1, caso haja algum esforço de torção, que sejam verificadas as condições:

Resolvendo_erros_torcao_vigas(a)_eb.

A espessura fictícia da seção para o cálculo de vigas à torção, de acordo com o item 17.5.1.4.1 da NBR 6118:2007, deve ser menor que o valor de A/u e maior que 2*c1, sendo "A" a área da seção transversal, "u" seu perímetro e c1 distância entre o centro da barra longitudinal e a face da seção.

Para garantir um comportamento de treliça espacial, é necessário que a linha de centro da espessura fictícia (centro do fluxo de torção) no mínimo coincida com a linha central da gaiola formada pelas armaduras transversal e longitudinal.

Dimensionamento_vigas_torcao_NBR_6118_2003(e)_eb.gif

Figura 1 - Segundo a NBR 6118:2007, a linha média da espessura fictícia

deve ao menos coincidir com o centro geométrico da armadura longitudinal

Por este motivo, a NBR 6118:2007 limita um valor mínimo de he em 2c1, não sendo possível dimensionar seções com espessura fictícia menores.

No item “Tensão mínima para considerar” da configuração Dimensionamento-Vigas, o programa possibilita que sejam desconsiderados valores de momentos de torção, ou seja, abaixo do qual estes esforços não serão levados em conta no dimensionamento do elemento.

Esta configuração basicamente permite considerar que, valores de pequeno vulto possam ser desconsiderados para efeitos práticos, simplificando as teorias de cálculo e serem utilizadas.

O programa calcula a espessura fictícia, através da primeira equação (1), e com este valor calcula TRd2. Se a tensão solicitante for maior que o valor que a porcentagem do valor configurado no item “Tensão mínima para considerar”, será realizada a verificação segundo a equação (2).

Simplesmente valores abaixo do configurado não serão aplicados no dimensionamento dos elementos, simplificando os cálculos. Esta configuração fica a cargo do engenheiro responsável pelo projeto admitir valores a serem desconsiderados. Pode verificar nos relatórios das vigas (Relatório de cálculo) como estes esforços não são considerados no dimensionamento.

Logo, para situações em que ocorrer erro de armadura Erro A16 - Impossível calcular seção à torção, tem-se as possíveis soluções:

  • Localizar a região em que está ocorrendo a torção no vão da viga, verificando se a torção está sendo provocada por outra viga e é de compatibilidade. Nesse caso pode-se modificar o modelo da estrutura, alterando a vinculação com o elemento através da aplicação de nós semi-rígidos ou rótulas.

A existência de comandos que permitam aplicar rótulas e nós semi-rígidos no modelo não significa que sempre possa ser usado sem a análise das possíveis consequências geradas.

  • Definir um valor mínimo abaixo do qual os esforços de torção serão totalmente desprezados no dimensionamento da viga, em Configurações-Dimensionamento-Vigas, grupo “Torção”, item “Tensão mínima para considerar”.

  • Alterar as dimensões do elemento, aumentando a relação entre área e perímetro (quanto mais quadrada a seção, melhor).

  • Verificar possíveis diminuições no cobrimento das peças, desde que atendendo o item 7.4.7 da NBR 6118:2007. Se for o caso, permite-se ainda diminuir o cobrimento das peças, considerando-as em "ambiente interno".

  • Configurar outras bitolas longitudinais para o cálculo das vigas ou pilares, acessando a configuração Materiais e Durabilidade.

tag(s): Dimensionamento, Viga