Aplica-se à: QiSPDA

Assunto

Como lançar automaticamente as malhas?

Artigo

O método de proteção por para-raios tipo Gaiola de Faraday consiste em instalar um sistema de captores formado por condutores horizontais interligados em forma de malha, formando uma rede modular de condutores envolvendo todos os lados do volume a proteger (cobertura e fachadas), criando assim uma espécie de "gaiola". Graças a essa disposição temos um campo elétrico nulo em seu interior, pois as cargas se distribuem de forma homogênea na parte mais externa da superfície condutora.

O QiSPDA possui o comando “Lançar malhas”, desenvolvido para projetos da rede SPDA, que possibilita a seleção de uma determinada área para disposição de cordoalhas pelo método das malhas, a partir de dados configurados pelo usuário (largura máxima da malha, definida pelo nível de proteção, fator multiplicador, utilizado para definir a relação entre os lados das quadrículas e o método de cálculo, que possibilita escolher a solução para distribuição das malhas verificada nas duas dimensões), efetuando o lançamento das cordoalhas no espaço determinado.

Automaticamente é gerada uma área de operação, distribuindo as malhas em quadrículas de acordo com critérios definidos na janela do método das malhas.

Para efetuar o lançamento das malhas:

- Acesse a guia “Lançamento”, grupo “Conduto”, comando “Lançar malha”;

- O programa solicita a seleção de um ponto inicial que define a área de inserção de cordoalhas para o método das malhas. Clique sobre o primeiro ponto;

- O programa solicita a seleção de um ponto final que define a área de inserção de cordoalhas para o método das malhas. Clique sobre o segundo ponto;

Se não houver no cadastro nenhum conduto compatível com o lançamento da rede SPDA, o comando será interrompido apresentando o aviso "Não é possível lançar o tubo. Não há peças deste tipo de tubo no cadastro".

Se a área gerada for igual a zero, ou um dos lados resultar em comprimento inferior a 50 centímetros (limite mínimo para o dado Largura máxima), o comando continua solicitando o segundo ponto.

Uma vez definidos os dois pontos que definem a área, o programa abre uma janela na qual deve-se configurar os parâmetros para distribuição das cordoalhas para o método das malhas. A janela Método das malhas permite configurar as informações que serão utilizadas na distribuição das cordoalhas em uma área retangular, para resolução do sistema de SPDA pelo método de proteção tipo Gaiola de Faraday.

- Clique em um ponto qualquer do croqui para efetuar o lançamento de acordo com as definições da Janela Método das malhas.

Propriedades

Área

  • Base (cm): valor corresponde ao maior comprimento dos lados da área selecionada. Este valor não é editável.

  • Altura (cm): valor corresponde ao menor comprimento dos lados da área selecionada. Este valor não é editável.

Distribuição das malhas

  • Largura (máx): definição para a largura máxima das quadrículas. O valor é limitado pela largura do módulo da malha (NBR 5419:2005, Tabela 1, de acordo com o nível de proteção).

    • Definida a largura máxima, obtém-se o valor do comprimento, que não deve ser superior ao dobro da largura, e referenciado ao Fator multiplicador.

Alterações do usuário possibilitam limitar a largura máxima para valores inferiores aos normativos (limite superior referenciado aos limites normativos para o nível de proteção, e limite inferior de 50cm).

  • Fator multiplicador: utilizado para obtenção do comprimento das quadrículas, em função do limite máximo definido para a sua largura (item "Largura (máx)").

Fator multiplicador (5063/2895=1.749)

Este valor serve apenas como referência para obtenção da proporção entre a largura e o comprimento das quadrículas, com limites entre 1 e 2. O resultado para as quadrículas, no entanto, pode ultrapassar esta referência, caso não seja obtida uma solução com o valor definido.

  • Método de cálculo: corresponde à orientação inicial para obtenção das dimensões das quadrículas.

No programa, as dimensões das quadrículas (Resultados) são obtidas iniciando a divisão de uma das dimensões da área obtida pela largura máxima definida. Ao definir "Orientado pela altura", inicia-se o cálculo pela menor dimensão da área, e a definição para "Orientado pela altura", inicia os cálculos pela maior dimensão da área. Em função desta referência obtida, obtém-se a outra dimensão, que deve ser inferior ao produto da primeira dimensão pelo fator multiplicador.

Deve-se observar que alterações nestas definições retornam soluções que podem apresentar uma maior quantidade de cordoalhas, exibido em resultados.

Resultados

  • Base (cm): valor corresponde ao comprimento das quadrículas orientado com referência ao dado "Base (cm)" da área selecionada, e para o "Método de cálculo" escolhido. Este valor não é editável.

    • É o valor do espaçamento resultante entre as cordoalhas, perpendiculares ao maior comprimento (Base).

  • Altura (cm): valor corresponde ao comprimento das quadrículas orientado com referência ao dado "Altura (cm)" da área selecionada, e para o "Método de cálculo" escolhido. Este valor não é editável.

    • É o valor do espaçamento resultante entre as cordoalhas, perpendiculares ao menor comprimento (Altura).

  • Cordoalhas (m): corresponde ao resultado estimado para o total de cordoalhas para a distribuição definida para o método de cálculo, em metros. Este valor não é editável.

Após o lançamento, porém durante a operação do comando, pode-se definir os condutos que serão inseridos no final da operação, bem como definir a altura das quadrículas (distância vertical entre a conexão e o nível do pavimento).


Observações que podem ocorrer:

  • Nas posições de intersecção das cordoalhas, na definição das quadrículas:

    • não há nenhum ponto/conexão: será adicionada uma conexão para definição das quadrículas, na altura definida.

    •  há um ponto/conexão na mesma altura: será mantida a conexão/ponto existente.

    •  há um ponto/conexão, mas em altura diferente: será mantida a conexão existente e adicionada uma conexão para definição das quadrículas na altura definida.

  • Entre as conexões, para adição dos condutos/cordoalhas:

    • não há nenhum conduto: será adicionado um conduto entre as conexões, na altura definida.

    • há um conduto na mesma altura, ligando entre as conexões, com mesmo comprimento: será mantido o conduto existente, não sendo adicionado um novo conduto.

    • há um conduto na mesma altura, ligando entre as conexões, mas com comprimento diferente: será mantido o conduto existente, mas será adicionado um novo conduto entre as conexões.

    • há um conduto na mesma altura, sem ligação com as conexões: será mantido o conduto existente, mas será adicionado um novo conduto entre as conexões.

    • há um conduto, mas em altura diferente: será adicionado um conduto entre as conexões, na altura definida.

tag(s): Automático, Lançamento, Lançar, Malha